Conversamos com Alessandro Andreola e Clayton Junior

Amanhã vai ter o lançamento afetivo de Música do dia na Itiban. Conversamos com o escritor do livro, Alessandro Andreola, e com o ilustrador Clayton Junior sobre a obra e, claro, música. Segue abaixo:

Alessandro Andreola

Como surgiu o Música do dia? Quando pensou em escrever o livro?
O livro nasceu de uma vontade de preservar parte do material que produzi durante os anos em que trabalhei no Power Music Club, antigo site de streaming de músicas da finada GVT. Quando o site saiu do ar, esse material foi para o limbo da internet. Mas eu sempre guardei meus textos e, desde o fim do serviço, em 2015, pensava na possibilidade de reunir alguns deles em livro. Não foi uma tarefa fácil, porque escrevi cerca de cinco mil resenhas, notícias, artigos e entrevistas para o site. Para o livro, selecionei 96 textos que foram divididos em três partes: “Playlist”, com pequenas crônicas sobre diversas canções; “Álbuns”, com análises de discos que considero fundamentais; e “Perfis”, com textos um pouco mais longos, cujo foco é em historias curiosas que envolvem artistas que admiro. Acho que o resultado final traz um apanhado bastante próximo, ainda que incompleto, do que realmente gosto de ouvir — daí o “afetivo” do subtítulo. E, de quebra, ainda faz um apanhado de coisas bacanas da música popular nos últimos 70 anos.

De que forma as ilustrações do Clayton Junior se relacionam com os textos?
Desde o início do projeto combinei com o Clayton que ele teria liberdade total para escolher quais textos gostaria de ilustrar. Isso ajudou muito a dar o tom na hora de organizar o material, inclusive na ordenação dos textos. Além de deixar o livro muito mais interessante e de apresentar uma visão gráfica e pessoal sobre essas músicas, álbuns e artistas, as ilustrações serviram também como norte para a própria tarefa de editar o material. E, claro, elas são incríveis por si só. As releituras das capas dos álbuns, por exemplo, mereciam um livro só para elas.

O que você prefere: um livro sobre canções ou uma música sobre livros? Por quê?
Acho um pouco bizarro que, seja lá por que razão, a inspiração literária para a música apareça com mais proeminência em bandas de metal ou de rock progressivo — coisas extravagantes, como “Journey To The Center Of The Earth”, do Rick Wakeman. Porque apesar de artistas como Morrissey, Nick Cave ou o Velvet Underground, por exemplo, fazerem referências literárias em suas letras, é sempre algo mais contido. Mas, no fim das contas, escolho os livros sobre música. Acho que dá para aprender mais sobre música lendo Tempestade de Ritmos ou Chega de Saudade, do Ruy Castro, ou os textos de gente como Greil Marcus, Lester Bangs, Simon Reynolds e Alex Ross, do que absorver literatura via música pop.

Poderia falar sobre sua editora Barbante? Quais os projetos futuros ?
Costumo dizer que a Barbante não é uma editora que lançou um livro, mas que foi um livro que lançou a Barbante. A editora nasceu no meio dessa vontade de se autopublicar, e, quanto mais nós (sendo “nós” eu e minha sócia, a Paola Marques) percebemos a viabilidade da coisa, fomos formatando a editora. Em pouco mais de seis meses de atividade estamos com dois livros lançados: além do Música do dia, no final de 2016 saiu Wadad, do fotógrafo Eduardo Macarios, em que ele faz um recorte da imigração libanesa no Brasil por meio de fotos do arquivo familiar e do diário da avó. É algo muito delicado e especial, com um tratamento gráfico à altura: capa dura revestida em tecido e acabamentos em baixo relevo e serigrafia. É de certa forma o que resume a proposta da Barbante: fazer livros de música, cinema, design e fotografia em tiragens limitadas e numeradas, com acabamentos diferenciados. A nossa ideia é lançar mais um título ainda neste semestre. Provavelmente será mais um volume dedicado à música.

Sugira uma música do dia para o lançamento.
Mais do que um lançamento, vai ser um encontro de velhos amigos em um lugar que frequentamos há mais de 20 anos. A Itiban faz parte da nossa formação cultural e afetiva. Por isso vai ser muito legal poder lançar esse trabalho em um espaço tão especial para mim. Então teria que ser uma música de festa. Podia ser “Loaded”, do Primal Scream. Nem que seja só por aquela introdução com o Peter Fonda falando: “We’re gonna have a good time! We’re gonna have a party!” É isso aí.

Clayton Junior

Como foi o processo de ilustrar o livro Música do dia? Você foi pautado pelo Alessandro ou teve liberdade total?
Tirando o fato que tinha de ser preto e branco, tive liberdade total. Ele me passou a lista dos músicos/músicas/álbuns e eu escolhi meus favoritos, levando em conta que ficassem bem balanceados no decorrer do livro. Depois ele me passou os textos, eu dei uma pesquisada de imagens aqui e ali e já sai riscando pra não perder tempo.

Você também é músico. Como relaciona desenho e música?
Eu não me chamaria de músico, mas gosto de tocar, tive banda, etc. Mas, pra mim, música e desenho são bichos diferentes. Eu gosto de tocar com outras pessoas, mas não me divirto muito tocando sozinho. Já desenho pra mim é uma coisa bem introspectiva, que geralmente eu faço em silêncio. Volta e meia uma ideias visuais me aparecem quando estou escutando música, ou assistindo um show. Mas quando elas chegam no papel, já estão bem diferentes.

Quando faz quadrinhos e livros ilustrados, você inclui música no processo?
Como eu disse ali, eu geralmente desenho em silêncio, mas se tem pessoas falando no ambiente e eu preciso me concentrar eu coloco fone e escuto coisas mais abstratas, na linha do Kid A do Radiohead, Yo La Tengo, Monster Rally. E em várias ocasiões eu tenho música ao vivo enquanto eu desenho. Em São Paulo, meu vizinho era trombonista de uma banda de salsa, e meu estúdio em Londres tem um estúdio de ensaio em cima e um bar de jazz literalmente na porta ao lado. Eu gosto, me lembra do meu tempo de Belas Artes quando sempre tinha alguém tocando piano, tímpano, trompete em alguma sala do prédio.

Morando em Londres há bastante tempo, como vê o mercado de quadrinhos europeu? Quais os próximos projetos?
O quadrinho europeu é muito diverso, tem um pouco de tudo em todo lugar. O Reino Unido tá finalmente despertando pra leitura graphic novel, que por mais incrível que pareça nunca foi uma cultura muito difundida por lá. Já a França é o contrário: tem uma produção enorme e é de longe o maior mercado. Quanto aos meus projetos, eu vou lançar em maio na França a minha primeira graphic novel, pela editora Sarbacane. Vai se chamar Sauvages, e é sobre um cachorro de fazenda. E em junho eu começo a publicar uma webcomic no site ErcComics (erccomics.com), que vai durar 10 meses. É um projeto de quadrinhos inspirados pelas pesquisas científicas que andam rolando União Europeia. A minha história é em colaboração com o cientista francês Mickael Tanter, que inventou uma tecnologia portátil de imagem cerebral de altíssima resolução, baseado em um ultrassom, que promete revolucionar o estudo sobre o cérebro.

Sugira uma música do dia para o lançamento.
Eu colocaria uma mixtape que o Alessandro me deu de presente de aniversário de 16 anos. Desenterrei ela dessa vez que vim pra cá e fiquei viajando. Tem desde “Summer 68”, do Pink Floyd até “I had a Dream, Joe”, do Nick Cave. Quem que com aquela idade escutava Nick Cave? Não é a toa que escreveu um livro tão bom sobre rock.

Publicado em Convidados | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Autógrafos na Itiban

cartazitiban-web

Nesta semana chega na Itiban que tem: lançamento do livro Música do dia, escrito por Alessandro Andreola e ilustrado por Clayton Junior. Os autógrafos acontecem na quinta-feira (23/02), a partir das 19h. Confira o release abaixo:

Lançamento afetivo: Música do Dia na Itiban!

No dia 23/02, às 19 horas, a Itiban recebe os autores Alessandro Andreola e Clayton Junior para um bate-papo sobre o livro Música do Dia: Um Guia Afetivo de Canções, Álbuns e Artistas (Editora Barbante). A mediação é do jornalista e quadrinista Claudio Yuge, cuja HQ mais recente, O Padre Polaco, também estará à venda no dia. Haverá ainda o chope artesanal da Volante Birra Mobile e, no som, uma playlist com as músicas do livro.

SOBRE O LIVRO

Em 96 textos, o jornalista Alessandro Andreola analisa alguns dos mais representativos nomes do mundo da música e suas obras — incluindo The Cure, Bob Dylan, James Brown, Lou Reed, The Jam, Primal Scream, Chet Baker, Jorge Ben e Jimi Hendrix, entre muitos outros. O volume também traz 15 ilustrações inéditas de Clayton Junior, artista radicado em Londres cujo trabalho inclui animações para a MTV, capas para o selo norte-americano Verve e colaborações em publicações como The New Yorker e Monocle. Conheça mais sobre o  trabalho dele no site:

http://www.claytonjunior.com/

Com tiragem limitada e numerada de 250 exemplares, “Música do Dia” tem acabamento especial feito pelo Estúdio Invertido, com capa dura revestida de tecido e arte em serigrafia, em duas opções de cores: vermelho e azul-marinho.

SERVIÇO:

Lançamento e bate-papo sobre o livro Música do Dia, com os autores Alessandro Andreola e Clayton Junior

Dia 23 de fevereiro, quinta-feira, 19h

Local: Itiban (Avenida Silva Jardim, 845 — Fone 3232 5367)

IMAGENS DO LIVRO:

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Publicado em Convidados | Marcado com , , , , , | 1 Comentário

Saia da Casinha: Fósforo – Feira de impressos

A Itiban vai participar da Fósforo – Feira de impressos neste sábado (11 de fevereiro) em Curitiba. A ideia da feira é juntar a produção de diversos artistas, coletivos e selos com materiais bacanas no centro de Curitiba.

A Fósforo acontece entre as 14h e 21h, no Hostel Matilda, na rua Mateus Leme, 120. Veja o texto oficial do evento abaixo:

O Nusbla Estúdio apresenta sua primeira empreitada na missão de abrir espaço para arte independente e traz a Curitiba a MELHOR feira do começo da Mateus Leme, a Fósforo Feira de Impressos.

Unimos forças ao Hostel Matilda, localizado no coração do tradicionalíssimo bairro São Francisco, bem do lado da BOEMIA JOVEM Trajano-Larguística, para oferecer o melhor espaço possível para 34 artistas e coletivos convidados.

Faça parte da CENA INDEPENDENTE comparecendo ao evento e ainda descole uns papéis com desenhos e letras lindos para sua parede ficar mais interessante ainda. Além disso tudo ainda teremos COMES E BEBES deliciosos, numa oportunidade ÚNICA de conhecer gente legal e interessante.

Apostamos BARRAS DE OURO E FILHOTES DE PANDA que vai ser muito mais legal do que ficar em casa ou andar na rua sem direção.

Conheça os nossos expositores convidados:

José Roberto Cahali
Well Junio – Reticências
Kuy
Cristina Pagnoncelli – Chalk Lettering & Illustration
Gabriel Stocco
ingra cocharski
Julia Kobus – Artista Visual
RIQE
Coletivo Orapombas
Dan Guinski – Fotografia
Lucas de O. Ferreira
Camila Lissa e Thay Yumi
Clarissa Comin
Yuri Kulisky
Vitor Ussui
La Mandarina
Tira Com a Minha Cara
AMORIM
VEZDE
Navalha
Law Melo
r.IOZ
Matheus Brenner
combigode – leo prado
Lola Nankin
Lucas Ramos
Nati com Fritas
Dito Cujo
Erika Lourenço Ilustração
Marceli Mengarda
Ana Beatriz Artigas
Itiban Comic Shop
Selva Press
Lote 42

Apareeeeeeçaaa!

Publicado em a loja, Dicas | Marcado com , , | Deixe um comentário

Chegou na Itiban

Quadrinhos maneiros na loja. Chega aí!

Deslocamento: Um diário de viagem, de Lucy Knisley

Por Crom!

Conan: A Lenda, de Kurt Busiek, Timothy Truman, Fabian Nicieza, Eric Powell, John Severin, Timothy Truman, Bruce Timm e Rafael Kayanan

Devir mandando ver

saga-4

pm-3 dead-letters-1

Saga v.4, de Brian K. Vaughan e Fiona Staples; PM – Projeto Manhattan v.3, de Jonathan Hickman e Nick Pitarra; Dead Letters v.1: Operação existencial, de Christopher Sebela e Chris Visions

Quadrinhos do Mark Millar

Super Crooks: O assalto, de Mark Millar e Francis Lenil Yu

Graphic MSP! O terceiro livro de Danilo Beyruth

Astronauta – Assimetria, de Danilo Beyruth e Chris Peter

Chegou Vertigo

Kid eternidade, de Grant Morrison e Duncan Fegredo; As mais belas fábulas em toda a Terra, de Bill Willighan e diversos artistas; Shade, O homem mutável v.3: A hora do grito, de Peter Milligan e Chris Bachalo

Supers

Terra Um: Mulher-Maravilha, Constantine: A fagulha e a chama, Star Wars: Darth Vader #14, Os vingadores #3, Espetacular Homem-Aranha #3, Guardiões da galáxia #2, Doutor Estranho #2, Deadpool #3, X-Men #1, Universo Marvel #3, Avante,Vingadores #2, Arlequina #10, Novo Esquadrão Suicida #10, Lanterna Verde #51, SuperMan #50, LJA #8, A sombra do Batman #52, Star Wars #14

Mangás

Alice Hearts v.4, Corpse Party #1, Berserk #75, D.Gray- Man #25, Lobo solitário v.2, Fate Stay Night #14, Assassination Classroom #16, Naruto Gold #19, One-Punch Man #6, Aoharaido #12, Tutor Hitman Reborn #41

Também tem livro

Queer, de William Burroughs

E livros infantis

Lá e aqui, de Carolina Moreyra e Odilon Moraes

A viagem, de Francesca Sanna

Uma noite na praia, de Elena Ferrante e Mara Ferri

frank-einstein

Frank Einstein, de Jon Scieszka e de Brian Biggs

Tesourinhos

katwhowalked

Krazy Kat: The Kat who walked in the beauty, de George Herriman

 

Publicado em Chegou na Itiban | Marcado com | Deixe um comentário

Tem rolado por aí

Que tal começar a semana com informação sobre quadrinhos?

Saiu semana passada a lista de ganhadores de Angoulême de 2017, aparentemente sem os erros da organização do ano anterior. Nenhum dos premiados foi publicado no Brasil ainda. LEIA NO UNIVERSO HQ.

Hourly Comic Day, 18-19h, André Valente

Dia 1 de fevereiro rolou o Hourly Comic Day e a ideia é que se crie e poste uma página de quadrinho a cada hora. André Valente que estuda quadrinhos em Angoulême, participou e vale dar uma olhada no Instagram dele (ESTA AQUI É A PRIMEIRA DA SÉRIE).

Saiu o resultado do Grampo, com participação da Mitie entre os jurados (AQUI NO VITRALIZADO) e tem algumas pessoas comentando suas escolhas (NO BALBÚRDIA).

Pedro Franz na Série Postal

Falando em Vitralizado, o Ramon Vitral idealizou uma série de postais-HQ e o primeiro é do Pedro Franz (MAIS INFORMAÇÕES EM O GRITO).

Publicado em Dicas | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Prêmio Grampo 2017

O prêmio Grampo é uma lista de quadrinhos de 2016 formada por listas criadas por 20 pessoas diferentes. A Mitie, aqui da Itiban, é uma das listantes do Grampo. :)

Cada lista tem 10 títulos em ordem de primeiro a décimo. Essas listas são somadas, gerando uma grande lista colaborativa. Tem mais explicações aqui no Vitralizado e no Balbúrdia, que são os blogs dos idealizadores e criadores do Grampo, Ramon Vitral e Lielson Zeni (aqui você pode ver o resultado de 2016).

Amanhã, sábado 28 de janeiro, 16h, pra quem estiver em São Paulo, vai ter o anúncio do top 10 do Grampo na Ugra, além de bate-papo com Ramon, Lielson, Maria Clara Carneiro (Balbúrdia) e Carlos Neto (Papo Zine). No domingo, rola a publicação da listagem completa, junto de todas as listas individuais também.

Publicado em Dicas | Marcado com , | Deixe um comentário

Chegou na Itiban

Muuuuita novidade na Itiban

Depois de anos, um livro novo dela

Modelo vivo, de Laerte

Livro lindão da Marsupial

Ruínas, de Peter Kuper

Novidades Beleléu

Mini-infartos, de Caio Gomez e Smegma Comix # 4, de Pablo Carranza

Um livro infantil bem atual

a-ditadura-e-assim

A ditadura é assim, de Mikel Casal

Uma aventura bem humorada

Nimona, de Noelle Stevenson

Um livro cheio de surpresas de A bolha

Visão infernal, de Federico Lamas

A nova Graphic MSP

Astronauta: Assimetria, de Danilo Beyruth

Super-heróis

Batman e Robin Eterno # 9 e # 10, Caça aos Titãs: Homem-Aranha # 2, Imortal Punho de Ferro # 2, Cavaleiro das Trevas III # 6, Invencível Homem de Ferro # 1, Arlequina # 9, Deadpool Nova Marvel # 2, Homem-Aranha: Aranhaverso # 7, Doutor Estranho # 1, Lanterna Verde e Arqueiro Verde # 2 e #3, Universo Marvel totalmente diferente Nova Marvel # 1 e # 2, Vingadores: Prelúdio Infinito, Monstro do Pântano – Raízes v.2, Guerras Secretas – Edição especial, Le Chevalier: Arquivos Secretos, Juiz Dredd: Exílio, Juiz Dredd: Sobrenatural, HellBoy: Edição Gigante, Groo: Amigos e Inimigos, A guerra dos Robins # 2, Batman # 51, Exterminador: Laços de Sangue, Canário negro, A sombra do Batman # 51, Liga da justiça # 51, Universo DC # 51, Superman # 49, Authority v.4, Monstro do pântano – regênese v.3, Hellblazer: Demoníaco – Parte 2, Darth Vader # 13, Vingadores # 2, Guardiões da galáxia # 1, Guerras secretas – Os últimos dias dos Surfista Prateado # 1, Avante, Vingadores # 1

Relançamentos de supers

O evanglho segundo Lobo, Elektra Assassina, Ronin, Sandman – Edição definitiva v.1

Mangá

Beelzebub #26, Lobo Solitário # 1, Cavaleiros do Zodíaco Saintia Shô # 2, Kanzenban # 1 e Lost Canvas Artbook, Puella Magi, Kazumi magica – Malícia inocente # 5, Kuroe God’ro # 30, Pandora Hearts # 5, Naruto gold # 18, Tutor hitman Reborn # 40, Vinland saga # 18, Pokémon # 2, Fate stay night # 13, Ore mono garati! # 4, One piece # 65, Vagabond # 11, Bersek # 15, Lovely Complex # 6, The God’s Lie # 1 (de Kaori Ozaki)

 

Publicado em Chegou na Itiban | Marcado com | Deixe um comentário