Angouleme e Quintanilha

Esse ano Angouleme chamou nossa atenção, além do habitual, mais duas vezes. Uma com lista de indicados ao Grand Prix sem NENHUMA mulher. Vacilo forte do prêmio que gerou muita reclamação e uma solução meiaboca (no fim o Hermann levou o prêmio).

A outra foi que o Marcello Quintanilha levou um prêmio lá pelo Tungstênio. Parabéns, Marcello!

Lembrando que ele esteve na Itiban em 2015, nós conversamos por email e quando o cara veio em 14 também trocamos uma ideia sobre a premiada Tungstênio.

 

 

Esse post foi publicado em Dicas, Entrevista e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s