Gustavo Duarte invade a Itiban

Sábado receberemos Gustavo Duarte para o lançamento de Monstros!, com o tradicional bate-papo (desta vez, mediado por Lielson Zeni) e, é claro, sessão de autógrafos.

Para já aquecermos essa conversa, fizemos uma minientrevista por email com o Gustavo:

Gustavo Duarte durante o bate-papo de 2011 na Itiban, no lançamento de Birds e de Diburros, de Marcelo Braga

Monstros! conta a história de três criaturas gigantescas que invadem Santos. Depois dos monstros destruírem tantas vezes Tóquio e Nova York, o que os levou até o litoral paulista? Queriam ver o Neymar em ação?
Gustavo Duarte – Foi pela minha relação com a cidade. Gosto bastante de Santos. Fui muito para lá com os meus pais durante toda a minha infância. Achei que seria legal ver a história acontecendo num cenário familiar.

Como foi escolher o visual dos monstros? Quais foram suas referências?
Gustavo Duarte – Já tinha uma ideia básica na cabeça quando escrevi o roteiro. Daí rabisquei bastante. As influências foram mais ou menos essas:
Monstro 1: Algo clássico como um grande lagarto. Uma homenagem clara ao Godzilla
Monstro 2: Um polvo mesmo, só que gigante. Sempre vi o polvo como um monstro que existe.
Monstro 3: Uma tartaruga. Aí tem um pouco (muito) da Gamera e, é claro, das Tartarugas Ninjas.

Como foi a publicar por uma editora, a Companhia das Letras, já que seus trabalhos anteriores (Có!, Táxi e Birds) tinham saído de modo independente?
Gustavo Duarte – Foi e tem sido bem bacana. O processo de produção foi quase o mesmo de sempre. Pude participar de todas as etapas. Aprendi e estou aprendendo muito com eles. Principalmente com a equipe de produção gráfica. Eles foram espetaculares e são os maiores responsáveis pela qualidade da impressão e acabamento do livro.

Gustavo Duarte autografa Birds após bate-papo na Itiban, em 2011

Como foi o lançamento do seu material nos EUA? O público de lá gosta do tipo humor que você faz?
Gustavo Duarte – Foi bem bacana. Tanto na NYCC (New York Comic Con) quanto na Bergen Street Comics. As respostas têm sido boas. Tanto diretamente do público, quanto das livrarias de lá. Acredito que estão gostando, sim.

Todas suas HQs são sem texto. Você gosta do cinema mudo e das piadas de “corpo”, tipo Buster Keaton e Chaplin?
Gustavo Duarte – Não sou um fanático pelo gênero, mas gosto, sim. Mais do Buster Keaton do que do Chaplin. Mas gosto mesmo é dos 3 Patetas.

Você é chargista e caricaturista, e por muito tempo trabalhou em jornal diário. Tem interesse em fazer uma compilação desse material e publicar?
Gustavo Duarte – Não sei. Penso em editar um livro com bons desenhos desta fase. Não necessariamente charges ou caricaturas. Fiz muitas ilustrações que gostei para colunas que tenho impressão de que ninguém nunca viu. Por isso tenho vontade de fazer um livro com esses desenhos. Mas com as charges acho que não. Não acho que teria muita gente interessada em ver.

Não esqueça: sábado, a partir da 17 horas, na Itiban, tem mais troca de ideias com o Gustavo Duarte!

Anúncios
Esse post foi publicado em Entrevista, Lançamentos e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Gustavo Duarte invade a Itiban

  1. Pingback: Monstros!, de Gustavo Duarte | Blog da Itiban

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s